CORONAVÍRUS: ANGÉLICA APRESENTA BAIXO ÍNDICE DE ISOLAMENTO SOCIAL

Segundo ofício n. 1706/DGVS/GAB/SES/2020, da Secretaria Estadual de Saúde, o Município de Angélica até o dia 15/04/2020 apresentou um índice de 48,3% de isolamento social, sendo esse um índice baixo e preocupante, já que estamos com transmissão comunitária ocorrendo em duas cidades (Campo Grande e Três Lagoas) de Mato Grosso do Sul, e vários municípios apresentando alta prevalência da doença, podendo ocorrer a disseminação por todo o Estado, inclusive atingindo o município de Angélica.
Se a população continuar desrespeitando as medidas de isolamento, possivelmente vamos enfrentar um cenário apresentado por muitos estados brasileiros, e teremos um aumento substancial do número de casos positivos para COVID-19 e, consequentemente, o número de mortes pode aumentar, ainda mais se o grupo de risco for atingido, podendo levar a um colapso do sistema de saúde se todos ficarem doentes ao mesmo tempo.
Segundo o COE (Centro de Operações Emergenciais), através da Nota Informativa n. 8 – CORONAVÍRUS SES/MS, são apresentadas as seguintes medidas a serem adotadas:
• Lavar as mãos frequentemente com água e sabão ou com um desinfetante para as mãos à base de álcool 70% e evitar tocar os olhos, o nariz e a boca com as mãos não lavadas;
• Praticar etiqueta respiratória (ou seja, cobrir a boca e o nariz com o antebraço ao tossir ou espirrar com lenços descartáveis, desprezando-os imediatamente após o uso em uma lixeira fechada e higienizar as mãos em seguida);
• Para contenção da transmissibilidade do COVID-19, deverá ser adotada como medida não farmacológica, o isolamento domiciliar da pessoa com sintomas respiratórios e das pessoas que residam no mesmo endereço, ainda que estejam assintomáticos, devendo permanecer em isolamento pelo período máximo de 14 (quatorze) dias.
• Recomenda-se o uso de máscaras a toda população. As de pano podem ser utilizadas como barreira.
• É importante lavar as mãos com água e sabão ou higieniza-las com álcool em gel a 70% antes de colocar a máscara facial. Além disso, deve-se substituir a máscara por uma nova limpa e seca, assim que ela se tornar úmida.
• Considera-se pessoa com sintomas respiratórios, a apresentação de tosse seca, dor de garganta, ou dificuldade respiratória, acompanhada ou não de febre.
• As pessoas devem observar o distanciamento social, restringindo seus deslocamentos para realização de atividades estritamente necessárias, evitando transporte de utilização coletiva, viagens e eventos esportivos, artísticos, culturais, científicos, comerciais e religiosos e outros com concentração próxima de pessoas;
• Não participar de shows, cultos, missas, jogos de futebol, cinema, teatro, casa noturna, etc), frequentar bares e lanchonetes, até que seja feita a reavaliação mensal.

A Secretária de Saúde Francielli Fascincani, ressalta a importância do isolamento domiciliar como principal medida de controle.
“Desde que foi flexibilizada a abertura do comércio, vemos pessoas transitando sem necessidade. O intuito da flexibilização foi atender as necessidades da população e não se tornar uma desculpa para sair de casa. Infelizmente as pessoas não estão dando importância para a gravidade do problema e só irão começar respeitar as orientações quando um familiar (pai, mãe, filho ou o próprio cidadão) for um caso confirmado.”
O Prefeito Roberto Cavalcanti, informou que a gestão municipal tem tomado todas as medidas para proteger a população, contudo se não houver colaboração vai ficar difícil evitar a chegada do vírus no município.
“Estamos empenhados para tomar medidas seguras de prevenção, contudo precisamos da colaboração de todos. Pedimos que respeitem as orientações, e principalemente o isolamento domiciliar.”